Protesto cobra justiça em caso de jovem achada morta

Teixeira de Freitas: Uma manifestação cobrou justiça ao caso de uma jovem encontrada morta em uma praia de Prado, no Extremo Sul baiano. Segundo a reportagem, o grupo percorreu um trajeto entre a rua que a vítima morava até a delegacia da cidade. O ato ocorreu nesta quarta-feira (25) para exigir a prisão dos envolvidos no crime que vitimou Erika Rodrigues Batista, de 18 anos.

Os participantes usavam camisas que estampavam a foto da jovem. Conforme o delegado Kleber Gonçalves, que investiga o crime, a vítima foi estuprada e morta por estrangulamento e estava sem as partes debaixo da roupa, o que atestou ter ocorrido relação sexual.

 

Erika foi encontrada morta na madrugada do último domingo (22), na Praia do Peixe Grande, em Cumuruxatiba, localidade de Prado. A vítima acampava com o namorado e outros dois casais. Até o momento, seis pessoas já prestaram depoimento.

publicadade

Até esta quinta-feira (26) ninguém foi preso devido ao caso. O corpo de Erika Batista foi enterrado na tarde da segunda-feira (23) em Teixeira de Freitas.

Fonte: Bahianoticias

Deixe seu comentário