Prima do vice e esposa de secretário são nomeadas para fiscalizar contratos da prefeitura de Itamaraju

A prima do vice-prefeito de Itamaraju, Lorena Maria Almeida de Jesus, que havia sido exonerada no passado a pedido do Ministério Público (MP), acaba de ser nomeada para acompanhar a celebração de contratos firmados pela prefeitura de Itamaraju com empresas vencedoras de licitações.

 Segundo denuncia o grupo Fiscaliza Itamaraju, a mesma manobra aconteceu com Aline Araújo, coordenadora do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (Nasf), que também foi exonerada e recontratada um dia depois.

Os membros do Fiscaliza, acusam a gestão do prefeito Marcelo Angênica (PSDB) de usar dessa tática para enganar o MP, pois desta forma eram apresentadas a comprovação das exonerações, e na sequência os apadrinhados eram reconduzidos aos cargos.

A nomeação de Lorena como fiscal de 20 contratos foi feita pelo secretário de Administração, Leo Oss, que no pacote de bondades aproveitou e nomeou a própria esposa, Suênia Bastos Costa Oss, para a mesma função, sendo fiscal de dois outros contratos.

As duas nomeações reforçam a tese de que o vice-prefeito, Téa Pires, que é investigado na Operação Fraternos da Polícia Federal em Eunápolis e Porto Seguro, ainda goza de grande autonomia na gestão, mandando tanto ou mais que o próprio Marcelo Angênica.

Deixe seu comentário