Placa do Mercosul começará a ser adotada no Brasil em 2017

O Diário Oficial da União divulgou a data para o início do uso do novo sistema de emplacamento de carros para o Mercosul. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) definiu como 31 de dezembro de 2020 a data limite para que todos os carros do país estejam circulando com a nova placa. Carros novos, em transferência de município ou que precisem mudar de placa começam a receber o novo padrão já a partir de janeiro de 2017.

No novo sistema, segundo o Denatran, a placa será formada sempre por quatro letras e três números dispostos de forma aleatória.  ?A placa terá fundo branco, sete caracteres alfanuméricos e uma tarja azul. A tarja contará com o emblema do Mercosul, nome do país e a bandeira. A patente aprovada terá as mesmas dimensões de largura e altura da atual placa utilizada no Brasil?, diz o departamento. As cores das letras e dos números servirão para caracterizar os tipos de veículos: preta para veículos de passeio, vermelha para comerciais, prateado para colecionadores, verde para unidades em testes, azul para oficiais e dourado para diplomáticos.

A nova placa também será utilizada por veículos da Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela. Ainda para auxiliar a identificação, os cinco países optaram por criar o chamado Sistema de Interconsulta Regional, um banco de dados que reúne informações sobre o proprietário, a identificação de matrícula e dados do veículo, como configuração, ano de fabricação, número do chassi e possível histórico de roubos e furtos.

Definido em 2014, a nova norma de placas tinha prazo inicial de implementação em janeiro de 2016, mas foi adiado pelo Contran em abril de 2015 em função de ajustes técnicos.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.