Piscina olímpica da Bahia fica “verde” e preocupa frequentadores

Piscina olímpica da Bahia fica ?verde? e preocupa frequentadores

[Piscina olímpica da Bahia fica ?verde? e preocupa frequentadores]

Recebemos, na tarde deste sábado (2), fotos da piscina olímpica da Bahia, localizada na Avenida Bonocô, em Salvador. O tom esverdeado da água preocupou frequentadores que assistiam ao campeonato master baiano no local. Alguns classificaram o equipamento como ?pântano da Bahia?.

No entanto, em conversa com o BNews, a secretária do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte, Olívia Santana explicou que não se trata de sujeira ou desuso da piscina. A piscina é gerida pela Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), órgão de administração indireta da pasta.

?Não é sujeira. É um produto químico que usamos para a manutenção da piscina. Não há desuso da piscina. Inclusive diversos atletas de alto rendimento treinam no local e ainda é utilizada em projetos sociais, para escolas públicas, além da Fundação da Criança e do Adolescente (Fundac)?, esclarece a secretária.

Episódio semelhante ocorreu durante os jogos olímpicos no Rio de Janeiro, em 2016. A água da piscina do Centro Aquático Maria Lenk, onde aconteceram as provas de saltos de trampolim passou de uma cor azul clara a um verde turvo de um dia para o outro. Mas, dias depois ficou esclarecido que a organização utilizou peróxido de hidrogênio que neutralizou o cloro da piscina.

Na piscina baiana, a diferença também é visível ao dia da inauguração do equipamento, em março do ano passado.

  Por: Redação BNews  

Deixe seu comentário