Os preços abusivos cobrados em restaurantes, pizzarias e barracas de praias em Prado

Todo ano é sempre a mesma coisa durante a alta temporada: preço alto e reclamações dos consumidores. O aumento do número de turistas na cidade, para os festejos do fim de ano, somados à busca por comodidade, acabam por atrair os consumidores para as barracas e restaurantes localizadas nas praias e no centro de Prado.

E com isso ?supervalorizam? os serviços, este ano estão cobrando R$15,00 em um copo de suco, R$10,00 para usar até mesmo um banheiro. Essa prática tem causado espanto e afastado os consumidores.

Tudo está muito caro, e quando chega a alta temporada, é pior ainda.

?Primeiro perderam o bom senso do preço das coisas, agora perderam a vergonha de vez! Tem muqueca de peixe para duas pessoas por mais de R$ 200,00, pastel de siri por R$ 38,00, bolinho de bacalhau, bolinho, o pequenininho mesmo, por mais de R$ 9,00 e por aí vai, e antes que alguém pense que esses preços se referem a estabelecimentos de luxo, não, não é.

Acho que isso merece sua atenção! O site Prado Notícia já fez uma matéria que acho que seria bom para os leitores do veículo de comunicação!

Tudo em Prado, a meu ver, sempre foi surreal, no ótimo sentido do estilo: o cenário deslumbrante da cidade e por aí vai. O coco já está custando a bagatela de 6 reais. Bares e restaurantes, e não estou me referindo aos tradicionalmente caros e luxuosos, mas daqueles que sempre frequentamos, estão com cardápios proibitivos?, disse Robson dos Santos, turista da cidade de Vitória (ES).

O pagamento da taxa de serviço, os famosos 10% cobrados por bares e restaurantes sobre o valor total da conta, trata-se de parte da remuneração do funcionário, que é de responsabilidade do estabelecimento e não do consumidor.

Deixe seu comentário