Itamaraju- Um olhar sobre a eleição de 15 de novembro de 2020

 

Por Ornes Jr

o resultado eleitoral em Itamaraju no último dia 15 de novembro, tem muito mais a dizer do que apenas a permanência de Marcelo Angênica no cargo de Prefeito.

Escute aqui o conteúdo deste editorial – PLAY 

Escute aqui o conteúdo deste editorial – PLAY 

Dr. Marcelo não venceu somente as eleições!

Ele venceu a saga de ódio que buscou satâniza-lo durante três anos e meio. Uma saga capitaneada por digitais influencies que travaram uma verdadeira batalha no tocante a desgastar a sua imagem, aqui podemos citar nomes como Cássio Amaral a voz do povo rechaçado pelas urnas no último dia 15 com apenas 63 votos,  Cassio tomou até banho de lama para aparecer.

Tem ainda o repórter Amintas de Jesus proprietário de um site de notícias porta-voz da oposição em Itamaraju, que em três anos mesmo com tantas obras não publicou uma única notícia sobre as realizações da prefeitura, deixando claro seu viés político em detrimento da informação.

Ainda houve outros agitadores de redes sociais o Fernando das Arábias, o Igor  Santos, e o Jr dos cosméticos este último também derrotado para vereador na eleição dia 15.

No âmbito legislativo as principais vozes que ao longo dos três anos e meio da gestão, trabalharam para desgastar Dr. Marcelo também foram duramente punidos pelas ruas. A exemplo dos vereadores Marcão da cut. Egnaldo Fernandes, Evandro Rodrigues, Cristina da saúde, e mais recentemente o vereador Zé do bolo que embora tenha ficado por 7 anos entrando mudo e saindo calado nas sessões da câmara nos últimos tempos passou a esbravejar contra Dr. Marcelo.

 

Todos eles ficaram de fora da eleição e tiveram suas votações reduzidas sendo julgados pelos eleitores na hora do voto. Evandro Rodrigues por exemplo teve sua votação reduzida de 800 para 238 votos amargando uma redução de 70% sendo assim enterrada a sua carreira política e a popularidade que havia conquistado no governo de Pedro da Campineira.

 A vitória de Dr. Marcelo no último domingo foi também a Vitória da verdade sobre as mentiras. Mentiras que não foram poucas na campanha eleitoral de 2020, parece que o principal adversário de Dr. Marcelo ficou mais focado em realizar contra campanha do que fazer a sua campanha propriamente dita.

Dentre tantas mentiras podemos destacar a divulgação da notícia de que Dalvadisio não seria o vice de  Marcelo . De que a taxa de esgoto da embasa institucionalizada pelo então governador Jaques Wagner do PT na década passada agora era responsabilidade.

Depois  teve a  conversa fiada da compra de votos com caixa d’água, e o mais lamentável! O patético vídeo de um deputado federal afirmando categoricamente que o prefeito havia mandado desligar a energia elétrica no dia da inauguração do comitê de Luiz Mario, eles afirmaram ainda que Dr Marcelo não seria candidato. Que a foto dele não iria aparecer na urna. Mas se a foto aparecesse na urna os votos serão anulados, tudo gravata !

PUBLICIDADE

 

Foi  de fato uma campanha de baixíssimo nível essa foi a retórica resumida da campanha que quis depor Angênica do poder e que fracassou nesta tarefa do último dia 15 de novembro, diante do julgamento soberano dá vontade de pular ao depositar os seus votos nas urnas.

A  grande lição que dá para tirar de tudo isso é de quem mente merece castigo como falava a minha mãe para mim quando eu era criança.

Enfim, o trabalho venceu a mentira!

 

Deixe seu comentário