Investigação de Lúcio Vieira Lima segue com ministro Fachin

Cacique do MDB baiano em maus lençois

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, determinou que o ministro Edson Fachin continue como relator do pedido de abertura de inquérito feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para investigar o deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB-BA).

O peemedebista é suspeito de ter ameaçado o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero. Fachin já relata inquérito no qual o parlamentar e seu irmão, o ex-ministro Geddel (PMDB-BA), foram denunciados por lavagem de dinheiro e associação criminosa.

O ministro entende que os dois casos não têm relação entre si, portanto encaminhou o processo por ameaça para que Cármen Lúcia determinasse o sorteio do novo relator. Mas, na avaliação dela e de Dodge, o processo deve ficar mesmo com Fachin.

Deixe seu comentário