Entidade denuncia ocorrências de cinco  ciganos assassinados na Bahia

Cinco ciganos foram assassinados na Bahia entre as noites de terça (11) e quarta-feira (12). Os casos, registrados em diferentes cidades do estado, foram denunciados pelo Instituto Cigano do Brasil. Segundo o jornal O Globo, a autoria e a motivação dos crimes ainda estão indefinidas, e a possível relação entre os casos está sendo investigada pela polícia. O assassinato mais recente aconteceu em Santo Amaro.

“Mais uma tragédia se abateu sobre aquele estado. De imediato nós acionamos a nossa coordenação para acompanhar essas mortes que ocorreram em Camaçari e região. Há uma necessidade urgente no estado da Bahia de uma CPI, que o Instituto Cigano Brasil já protocolou, para apurar essas mortes que veem acontecendo”, disse em vídeo o presidente do Instituto, Rogério Ribeiro.

O caso mais recente foi o do comerciante de origem cigana Luciano Ramos, morto a tiros enquanto estava com parentes. A Polícia Civil afirmou que os autores do crime estavam em um carro cinza. De acordo com testemunhas ouvidas pelo Correio, os acusados se aproximaram do grupo que Luciano estava e anunciaram que iriam matá-lo.

No dia anterior, Orlando e Luciene Alves, um casal de ciganos, foram mortos em circunstâncias semelhantes na cidade de Dias d’Ávila. O crime teria sido executado por um homem em uma moto, por volta das 19h30.

Na manhã de quarta-feira, em Camaçari, outros dois parentes de Orlando morreram ao serem alvejados por tiros. As vítimas, Alcides e Nilson Alves, eram pai e filho. Conforme informou a polícia, dois homens em um carro cinza foram os autores do duplo homicídio. Um outro homem teria sido atingido pelos tiros e levado a um hospital, segundo a Polícia Civil da Bahia.

Fonte: Bahianoticias

Deixe seu comentário