Com emenda de Valmir, Sepromi entrega equipamentos para gerar renda a povos e comunidades tradicionais

?Povos e comunidades tradicionais da Bahia receberam equipamentos do governo estadual para fortalecer os organismos municipais que atuam na gestão de políticas para a população negra e para ampliar a geração de emprego e renda no interior?. A fala é do deputado federal Valmir Assunção (PT-BA), que alocou emenda para que esses instrumentos chegassem aos agricultores familiares, aos membros de terreiros, para a inclusão produtiva de mulheres negras e para a preservação do patrimônio imaterial afro-brasileiro. A entrega foi feita pela Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), comandada pela titular Fabya Reis, nesta segunda-feira (6), em Salvador.

De acordo com Valmir, essa entrega faz parte das estratégicas da Década Internacional Afrodescendente na Bahia, com a Sepromi desenvolvendo as ações com investimento de R$3,4 milhões via emenda parlamentar e Estatuto da Igualdade Racial e de Combate à Intolerância Religiosa. ?Um mecanismo de desenvolvimento que ajudamos a construir no estado e que está contribuindo para o aumento da produção de alimentos saudáveis e no avanço socioeconômico das comunidades tradicionais. Foram entregues 21 casas de farinha móveis, direcionadas a quilombolas e indígenas, que atuam na agricultura familiar, além de 25 kits de corte e costura para comunidades de terreiro e quilombos?, salienta. Esses kits vão auxiliar na inclusão produtiva de mulheres negras do estado a partir da confecção de vestuários que compõem as culturas de matriz africana.

Também foram entregues a 21 prefeituras, que fazem parte do Fórum de Gestores Municipais de Promoção da Igualdade Racial, computadores e impressoras para aperfeiçoar o atendimento e garantir acesso à rede pelas comunidades. ?É uma importante entrega do governo e, principalmente, uma conquista do movimento negro, dos povos e comunidades tradicionais. Trata-se do fortalecimento da gestão da política de promoção da igualdade étnico-racial para os municípios e da criação de oportunidades de geração de renda para o povo negro, indígenas e comunidades quilombolas. Seguimos firmes no nosso trabalho de captação de recursos e investimentos para promover reparação?, diz a secretária Fabya Reis.

Deixe seu comentário