Brasileiros que estariam em missão ambiental são presos no Zimbábue

País é governado por ditadura e Itamaraty se mobiliza para dar assistência
A prisão de três brasileiros, que estariam em missão de preservação ambiental, ocorrida nesta sexta-feira no Zimbábue, na África, já está mobilizando autoridades do Itamaraty no país.

Segundo informações do MAM (Movimento pela Soberania Popular na Mineração) e da secretaria do Comitê em Defesa dos Territórios Frente à Mineração, foram presos, entre 22 pessoas, o frei Rodrigo Peret, Maria Julia Gomes Andrade e Jarbas Vieira.

Peret é militante da Comissão Pastoral da Terra de Uberlândia. Já Maria Julia Gomes Andrade e Jarbas Vieira são militantes do MAM e membros da secretaria do Comitê Em Defesa dos Territórios Frente à Mineração.

Nota oficial do MAM informou que o grupo de brasileiros participava de atividade de intercâmbio do Diálogo dos Povos Brasil e América Latina e foi detido ao lado das outras pessoas de cinco países africanos, que também estavam na mesma comitiva.

Eles estão detidos na delegacia central da cidade de Mutare, que fica a 270 quilômetros da capital, Harare, na fronteira com Moçambique. O MAM destacou que o grupo foi preso sob a acusação de que os militantes estariam violando uma área de propriedade privada, pertencente a uma mineradora chinesa, que explora diamante na região. Mas a entidade brasileira alega que a atividade era realizada em uma comunidade onde vivem cerca de 6 mil pessoas.

Segundo Julia Lima, do Comitê Brasileiro de Defensores dos Direitos Humanos, o objetivo dos brasileiros na viagem era ver de perto possíveis consequências que a exploração de minérios poderia trazer para a população do país.

? Eles viajaram para conhecer os impactos da mineração nas comunidades do Zimbábue.

Em nota enviada ao R7, o Itamaraty informou que a embaixada do Brasil em Harare já foi comunicada e acompanha o caso para obter maiores informações e prestar a assistência consular necessária.

Presidente do Zimbábue diz que não vai impor sucessor; o partido escolherá

Segundo o MAM, existe grande preocupação com o momento de instabilidade política do Zimbábue, governado pelo ditador Robert Mugabe, 93 anos, desde 1980. Ainda não havia previsão de quando os brasileiros e demais detidos seriam soltos.

Deixe seu comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.