Vitória pede impedimento de auditor, que se declara impedido de votar

[Vitória pede impedimento de auditor, que se declara impedido de votar]

Logo no início do julgamento do caso BAVI, no Tribunal Pleno, o advogado do Vitória, Manoel Machado, se prenunciou. O profissional solicitou o impedimento do auditor Luiz Gabriel Batista.

O argumento utilizado é que o auditor é sócio do procurador Hermes Hilarião, que pediu o rebaixamento do Rubro-Negro, em um escritório de advocacia. Porém, o pedido foi negado pelo presidente do TJDF-BA, Hélio Menezes.

Porém, logo em seguida, ao ser consultado, Luiz Gabriel admitiu a relação de amizade com Hilarião e se declarou impedido de votar no processo. O auditor recebeu elogios de Manoel Machado após a decisão.

Por: Vagner Souza  

*Com informações do repórter Rafael Machado

Deixe seu comentário