PT dá indícios de que pode emplacar secretaria da Educação em novo governo de Rui


Em meio às especulações em torno da montagem da nova gestão do governador Rui Costa (PT) e da crise instalada no setor de Educação, o PT dá indícios de que o partido pode emplacar o comando da pasta. O presidente do partido na Bahia, Everaldo Anunciação, ao citar que em evento recente o governador destacou a luta histórica da sigla pela educação e de todo o seu trabalho desenvolvido no campo educacional, não negou que o objetivo é partilhar dessa “expertise” neste novo momento.  

26 de Dezembro de 2018 às 08:08 Por: Adenilson Nunes/BNews Por: Fernanda Chagas00comentários

“Queremos partilhar da nossa política de Educação para a Bahia a partir do próximo governo dele [de Rui], contribuindo com as questões pedagógicas e um novo olhar sobre o setor no estado. É isso que nós queremos, participar ativamente, não obrigatoriamente com um secretário, mas compondo, ajudando a compor a política”, admitiu em conversa com o BNews, complementando, ainda, que não faltam bons quadros para assumir essa missão, se assim for o desejo do chefe do Executivo.

Questionado se o Partido dos Trabalhadores, que já havia sido preterido na disputa pela presidência da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), pleitearia mais espaços, como aliados de primeira hora a exemplo do PP, o dirigente minimizou. “É lógico que vamos mostrar a nossa densidade eleitoral de detentor das maiores bancadas [na Assembleia Legislativa e na Câmara Federal], mas sem ambição”. 

Everaldo frisou, no entanto, não acreditar em grandes mudanças nessa nova composição. “Penso que o governador fará pequenos ajustes, levando em conta a reforma administrativa implementada que, consequentemente, reduziu o tamanho do seu governo, da máquina pública como forma de conter a crise”, ponderou.  

Conforme o dirigente, até o momento não houve nenhuma conversa formal neste sentido com Rui. A expectativa é que isso ocorra após o período de festas.

Deixe seu comentário