Paredões estão proibidos na Bahia, anuncia governador após mortes em festa

A realização de festas em ruas sem comunicação prévia às autoridades será proibida na Bahia. O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa nesta quarta-feira (13), durante o lançamento da Operação Verão da Secretaria da Segurança Pública. De acordo com Rui, a orientação é para que a polícia apreenda equipamentos sonoros e os responsáveis por esses eventos.

O governador também anunciou que quadruplicará os valores das premiações por desempenho policial, como para a apreensão de armas. Um decreto será publicado na sexta-feira, 15.

Fala do Governador -Play

A escalada da violência na Bahia tem pressionado o governador nas últimas semanas, com episódios em série como invasões de criminosos a residências e moradores feito reféns. Lideranças da oposição têm feito reiteradas críticas ao trabalho do governo no setor. “Nesse feriado, vimos o Porto da Barra, o bairro do Uruguai e cidades do interior serem palco de cenas lamentáveis de violência que não param de se repetir. Nosso estado precisa de um governo que chame para si a responsabilidade e tenha compromisso com o futuro dos baianos”, afirmou o ex-prefeito de Salvador ACM Neto, pré-candidato ao governo.

O chefe do Executivo estadual já havia decretado guerra aos paredões desde 2020, mas na época em um contexto de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Em agosto do ano passado, Rui informou que festas do tipo passariam a ser enquadradas como crime contra a saúde pública. 

Deixe seu comentário