Mancini comenta saída de Tréllez, Kieza e Wallace

[Mancini comenta saída de Tréllez, Kieza e Wallace]

Após o triunfo sobre o Atlântico, em Pituaçu, Vagner Mancini comentou sobre as saídas de Kieza, Tréllez e o zagueiro Wallace. O técnico revelou onde sente mais as perdas e pediu tempo para fazer os ajustes necessários na equipe.

“O que sente mais é na bola parada, pois nós tínhamos um trio de jogadores que fazia o primeiro pau. O Denilson também é alto, mas não está acostumado a fazer isso. Meu time ficou mais baixo no primeiro pau. Vamos ter que, ao longo da semana, acertar isso. Dentro do plano de jogo, a entrada do Bruno Bispo me deu uma saída de bola até melhor do que com o Wallace. No ataque, o Tréllez estava acostumado com o Yago e o Neilton. Vamos precisar de tempo para ir ajustando a equipe”, disse.

O treinador falou em novos reforços para suprir as saídas. “Tivemos a saída de quatro atletas. Rafael, Kieza, Tréllez e Wallace. Certamente novos atletas vão chegar. O elenco já era pequeno e saíram peças. Que a gente consiga dar sequência com o Vitória jogando e vencendo, e arrumando do lado de fora”.

O comandante também explicou a opção de Juninho aberto na ponta, ao lado de Bryan. “É um lateral ofensivo, assim como o Bryan. É uma aposta que pode dar certo, não só no Baiano, mas ao longo do ano. O Juninho me dá a possibilidade de mexer em um setor que vinha muito bem no ano passado com ele e o David. Agora, com ele e o Bryan”.

Mancini ainda comentou sobre as novas funções de Neilton em campo neste início de temporada. “Pedi que o Neilton se movimentasse bastante. Lá em Conquista já havia pedido que ele se movimentasse dos dois lados. Ele tem a facilidade no um contra um. Então, às vezes ele vai cair pelos lados e às vezes jogará nas costas dos marcadores”.

Deixe seu comentário