Itamaraju realiza a 1ª Feira Regional Agroecológica 

Por Henrique Peixoto 

Aconteceu durante os dias 27 e 28 de setembro (19) em Itamaraju, a primeira edição da Feira Regional Agroecológica realizada pelo Movimento Social de Luta Pela Reforma Agraria – MST, o evento aconteceu na Praça Castelo Branco no centro do município.

A feira contou com a participação de assentados do extremo sul da Bahia, dirigentes regionais, estaduais e nacionais acompanhando as atividades desenvolvidas, prestigiaram ao evento diversas lideranças políticas regionais, vereadores e população. A feira marca as comemorações ao aniversário do movimento que completa 32 anos de luta e resistência e 7 anos da construção da 1ª escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta do Extremo sul da Bahia.

Trazendo a sociedade a temática “Mulheres e jovens na produção e no consumo saudável e solidário” a feira proporcionou diversas discursões sobre a agricultura e a reforma agraria na garantia da sobrevivência e desafios por uma vida melhor, a feira foi promovida através da Escola Popular de Agroecologia e Agrofloresta Egídio Brunetto e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST em parceria com Secretaria Promoção da Igualdade Racial da Bahia – SEPROMI.

Nos dias de realização do evento a sociedade itamarajuense aproveitou a oportunidade para adquirir produtos naturais em exposição na feira, dezenas de pessoas parabenizaram os organizadores pela iniciativa demostrando grande aceitação ao evento, a feira proporcionou um grande movimento no município potencializando a economia local.

Durante a realização do evento agroecológico foram colocados em exposição uma grande variedade de produtos produzidos de forma saudável, cerca de 40 toneladas de alimentos foram vendidas durante a realização da feira com preços acessíveis a população proporcionando saúde e qualidade a mesa do itamarajuenses.

A programação do evento foi repleta de atividades culturais, temáticas da conjuntura politica, roda de conversas, oficinas, teatro e shows com a participação de bandas regionais. Prestigiando o evento o pré candidato a prefeito  do município de Prado Gilvan Produções e vereadora do municipio de Prado Luciana da Look Gás.

Publicidade

Ambos destacaram a importância de ampliar o desenvolvimento econômico no extremo sul, dando condições aos assentados e instituições que desenvolvem atividades sociais visando a geração de emprego e renda, ressaltou a luta das mulheres por espaço na sociedade e grande contribuição na luta pela reforma agraria e atividades desenvolvida no campo na produção de alimentos agroecológicos.

O dirigente estadual Paulo Cesar – PC, agradeceu o empenho de cada assentado e dirigente levando a diante o desafio de apresentar a população o papel do movimento social na luta por uma vida melhor, na garantia de direitos e na transformação da sociedade, garantindo que estão cada cidadão possa levar para casa alimentos saudáveis, agroecológicos sem uso de agrotóxicos e de qualidade “nossa luta é todos os dias e nossa resistência é pela vida, igualdade e respeito”.

O dirigente Nacional Evanildo Costa, avaliou o evento como uma grande conquista avançando nos quatros cantos do país, a feira é uma grande ferramenta que dialoga com a sociedade o atual cenário social, cultural, familiar, político e econômico fazendo frente e resistência aos retrocessos adotados que massacra a sociedade retirando direitos.

Finalizando a feira com chave de ouro, na noite sábado (28) apresentou no município itamarajuense a banda Cacau com Leite, o artista Ari PB, conversou com o dirigente estadual Paulo Cesar e agradeceu o convite de toda a direção do movimento MST, o artista  recebeu no camarim vereadores, lideranças políticas e conversou com diversas pessoas, o artista recebeu uma cesta idealizada por assentados com diversos alimentos produzidos nos assentamentos.

Ao subir ao palco a banda tocou grandes sucesso que marcam os 25 anos de sucesso do grupo musical, com a praça repleta os dirigentes comemoraram o encerramento da feira e vitória da democracia no município trazendo benefícios a população.

Deixe seu comentário