Em meio ao caos político, Joaquim Barbosa ressurge no PSB

Um ano depois de assinar sua filiação ao PSB para disputar o Palácio do Planalto, o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa se reaproximou do partido.

PUBLICIDADE

Em reunião com o presidente da legenda, Carlos Siqueira, na semana passada, ficou combinado que o magistrado vai integrar um conselho de relações internacionais que vai formular o discurso da legenda na área.

O colegiado será coordenado pelo deputado Alessandro Molon (RJ), líder da oposição no Congresso e nomeado secretário de relações internacionais do PSB nacional.

A participação de Barbosa foi comemorada entre os pessebistas, que enxergam nele um potencial candidato presidencial em 2022, além de um símbolo da chamada “nova política” que pode ajudar a eleger prefeitos ano que vem.

“A minha insistência com a candidatura dele ano passado era porque eu já fazia o exame que aquela eleição não podia dar em boa coisa. O sistema político estava necrosado, como continua. Era preciso trazer gente nova, não profissional, para o mundo da política”, disse Siqueira ao Estado.

Procurado, Barbosa não foi encontrado.

Deixe seu comentário